Notícia

Sistema imunológico fraco: Às vezes, as tatuagens podem causar dor intensa


Tenha cuidado com tatuagens, se você tem um sistema imunológico enfraquecido

Algumas décadas atrás, havia um preconceito generalizado de que uma tatuagem é apenas para prisioneiros e marinheiros. Hoje, no entanto, as tatuagens se tornaram moda entre as pessoas mais jovens e mais e mais pessoas estão fazendo tatuagens. Os pesquisadores agora alertaram que as pessoas não devem ser tatuadas se tiverem um sistema imunológico enfraquecido. Isso pode levar a complicações de saúde.

Em sua investigação atual, os médicos do Hospital Queen Elizabeth University, em Glasgow, descobriram que podem surgir complicações quando as pessoas com um sistema imunológico enfraquecido são tatuadas. Os especialistas publicaram os resultados de seu estudo na revista em inglês "BMJ Case Reports".

Mulher afetada desenvolveu forte dor nas pernas

O alerta dos médicos se baseia em um caso em que uma mulher com fibrose cística e um transplante de pulmão desenvolveu uma dor muito forte na coxa e no joelho depois de fazer uma tatuagem na perna. Quando as pessoas tomam os chamados imunossupressores, elas devem tomar precauções se planejarem fazer uma tatuagem, explicam os médicos. As drogas imunossupressoras são frequentemente administradas após um transplante de órgão ou para tratar doenças autoimunes, como a doença de Crohn (uma doença inflamatória intestinal), lúpus ou artrite reumatóide. Mas as pessoas com doenças crônicas a longo prazo, como diabetes, também podem ter um sistema imunológico fraco, o que também aumenta o risco de desenvolver várias complicações a partir de uma tatuagem.

Quais intervenções aumentam o risco de infecção?

Com essas pessoas, há um risco aumentado de infecção a cada intervenção, independentemente de ser uma operação planejada, uma tatuagem ou um piercing, explicam os especialistas. Portanto, os pacientes devem considerar cuidadosamente se podem fazer uma tatuagem. Essas pessoas devem conversar com seu médico antes de fazer uma tatuagem e ser informadas sobre os possíveis riscos à saúde. Além disso, deve-se garantir que o tatuador seja adequadamente qualificado e cumpra todas as práticas para realmente manter seu ambiente de trabalho estéril, afirmam os médicos.

Mulher desenvolveu joelhos inchados e dor intensa

No caso descrito na revista "BMJ Case Reports", a mulher de 31 anos desenvolveu uma dor inchada no joelho e nas pernas dez meses após uma tatuagem na coxa. A dor era tão intensa que até afetou o sono das pessoas afetadas.

Sofrem tiveram que tomar grandes quantidades de analgésicos

Embora a mulher tenha feito uma tatuagem na outra perna sem problemas anos antes, uma semana após a nova tatuagem ter desenvolvido a dor mencionada acima. A dor tornou-se tão intensa que teve que ser tratada com o analgésico opioide sintético Tramadol. O paciente também recebeu paracetamol e o analgésico nefopam. Além disso, a mulher tomou medicamentos imunossupressores para lidar com as consequências de seus transplantes de pulmão e usou insulina para diabetes associada à fibrose cística, explicam os especialistas.

O que as investigações mostraram?

Nada de anormal foi encontrado através de exames de sangue e raios-X. Os exames do fluido do joelho não mostraram sinais de infecção por bactérias ou fungos, explicam os médicos. No entanto, exames de ressonância magnética mostraram que um dos músculos da coxa estava inflamado. Uma biópsia do músculo também não mostrou sinais de infecção, mas confirmou a inflamação muscular.

O que desencadeou a inflamação no músculo?

Na maioria dos casos, não se sabe o que causou inflamação no músculo. Pode ser uma bactéria ou uma reação a uma toxina, como a tinta usada, suspeitam os médicos. A mulher recebeu fisioterapia e, finalmente, após um ano após a tatuagem, a situação melhorou novamente, mas apenas três anos após a tatuagem a pessoa ficou livre de dores musculares.

Os médicos devem considerar tatuagens durante os exames

Os médicos devem educar os pacientes sobre os riscos potenciais de uma tatuagem, e as tatuagens também devem ser consideradas ao diagnosticar dor ou doença, aconselham os especialistas. A inflamação muscular feminina pode não ser o único caso deste tipo. Esse caso pode ser simplesmente uma ocorrência rara ou pode haver um subdiagnóstico para pacientes com sintomas e tatuagens semelhantes, acrescentam os autores do estudo. (Como)

Informação do autor e fonte


Vídeo: Tatuando todo o rosto dele apesar de passar por horas de dor intensa. Tattoo Girls. TLC Brasil (Janeiro 2022).